domingo, 30 de agosto de 2015

Arduino e a Internet das Coisas (IoT)


Boa tarde! O termo Internet das Coisas, do inglês (Internet of Things), muito visto atualmente nas redes sociais pela hashtag #IoT, que são as siglas iniciais do termo em inglês, parece que veio para ficar de vez! Caiu no gosto popular!

É um termo novo, mas trata de um movimento que já vem acontecendo no mundo há pelo menos 5 anos. Muitos HackerSpaces nasceram para dar vida a esse novo mercado onde as pessoas podem construir automações; que antes apenas grandes empresas dispunham.

Quem poderia imaginar que chegaria um dia onde poderíamos comprar um sensor de água, um Arduino, e alguns Relês para controlar o tempo do banho dos nossos filhos?

Em outras épocas você precisaria esperar alguma empresa desenvolver um produto que tivesse aceitação de mercado, com uma industrialização em grande quantidade para valer a pena o investimento... Enfim, levaria anos para a Grande Indústria lançar um produto desses!

Hoje em dia compramos alguns componentes e fazemos nós mesmos!

Não foi só isso que aconteceu. Criou-se um mercado no Brasil que antes não existia: Produtos Eletrônicos Derivados da Grande Indústria!

Ou seja, podemos encontrar no mercado atual uma gama de serviços e produtos voltados para essa área de Internet das Coisas.

Basta ver nos sites de Freelancers a quantidade de projetos e profissionais nessa área!

Brasil ainda não é muito referência para esse mercado, mas visite os sites de Freelancers gringos e veja que temos desde programadores Arduino, Raspberry Pi, Python etc, até fabricantes de placas, de adaptadores, conversores, um sem fim de produtos e serviços!

Quer um exemplo no Brasil?
Recentemente a Eletrodex.com.br começou a importar adaptadores SMD para DIP! Eles estão apostando forte nesse mercado!


Porque eles importariam esses adaptadores se não fosse para esse mercado de automação "faça-você-mesmo"? A Grande Indústria não usa esse tipo de adaptador; e só quem cria protótipos faz esse tipo de adaptação. Essa linha de produtos é específica para o mercado de Internet das Coisas!

Tenho clientes recentes que solicitaram integração da minha biblioteca EtherEncLib.h -- uma biblioteca do Arduino para ligar na Internet -- com o Homeseer, um dos mais conceituados sistemas de Automação Residencial do mundo. Eles mesmo se intitulam o #1 no mundo...

Então se tem cliente meu fazendo integração com aparelhos mundialmente conhecidos no mercado, significa que o consumidor mudou! Que o mercado mudou! A Grande Indústria não está dando conta de acompanhar as personalizações que os clientes desejam!

Mesmo as grandes empresas estão procurando pequenos fabricantes na plataforma Arduino que façam pequenas integrações entre um sistema existente no mercado com um que o cliente “inventou”.

Sim, isso tem nome, chama personalização. É um mercado que promete movimentar bilhões nos próximos anos e depende apenas de você!

Se você está entrando nessa área e gostaria de saber como ganhar dinheiro, pense como uma pequena locadora de vídeo!

Atenda o seu mercado local! Você mora em uma região com muito Sol, crie projetos baseados em automações solares. Se você mora em uma região que chove muito, pense em projetos hidráulicos que atendam sua região.

Verifique as necessidades dos pequenos agricultores. Pequenas irrigações, controle do uso da água. Mostradores do consumo de energia... São só a ponta do iceberg.

Ah, mas estou entrando atrasado nesse mercado?!

Não é bem assim! Como as aplicações normalmente nascem de necessidades locais, existe área para todo mundo trabalhar. Mesmo que você esteja entrando em um setor competitivo, como é o caso da Automação Residencial, pense que o seu vizinho não vai querer instalar a Automação dele comigo, ele vai preferir você, que já é de confiança!

Por isso ainda estou amadurecendo a plataforma Automation da Serial Link e criei um tópico para treinar e convocar os instaladores da minha plataforma:


Criei recentemente a Placa-Mãe Automation:


E ainda estou tentando viabilizar o Raduino.

Pra quem não conhece, o Raduino é uma plataforma de Rádio que aciona dispositivos a distância, longe da Placa-Mãe Automation. Assim o instalador não precisa ficar passando fios pela casa toda!

Os chineses já lançaram essa plataforma um tempo atrás, mas ela sumiu do mercado. Provavelmente não conseguiram segurar o preço que, na época com dólar mais baixo, custava R$ 99,99, ou seja, já não era barata. E vinha com 4 relês. Podendo acionar 4 cargas.

Hoje essa plataforma com apenas 4 reles não sai por menos de R$ 200,00.

As plataformas de Rádio para Arduino, como Xbee etc são caríssimas. Ainda estou trabalhando esse mercado, mas a Grande Indústria fica me passando rasteira, mas deixa pra lá antes que eu arrume encrenca...

O fato é que existe área pra todo mundo trabalhar e se você está começando, venda pequenas automações e comece a fabricar suas próprias placas do Arduino. Não precisa ser de imediato. Entregue seus primeiros projetos com o Arduino UNO, não tem problema...


Já o profissional que está na área há mais tempo tende a procurar voo solo. As empresas estão demitindo, os projetos grandes não estão mais acontecendo...

Esse profissional da área vai para o mercado oferecendo serviços de integração dos produtos que ele trabalhou a vida toda através da Grande Indústria.

Quem encontra esses profissionais? Não sei te dizer, mas tem um outro mercado de investidores que só procuram esses tipos de empresas para fazerem integração, mais barato que sairia sendo feito por canais oficiais.

Normalmente são síndicos de condomínios tentando baixar custos, ou empresários também buscando minimizar custos em suas operações.

Mais ou menos como o mercado paralelo de peças automotivas. É um mercado volátil, que abre várias bolsas durante essas crises.

Vocês conhecem a história da Yamaha que era uma empresa que fabricava hélices para helicópteros durante a Guerra?

Pois é, tempos difíceis criam oportunidades incríveis!

Não fique para trás! Comece a estudar Arduino, Raspberry Pi e todas as plataformas voltadas para o novo mundo da Internet das Coisas!

Comece pelo Curso Arduino!

Abraços,
Renato

sábado, 29 de agosto de 2015

Energia Elétrica & Eletrônica na Escola

Bom dia!

Hoje vamos falar da energia elétrica na escola! Desde que comecei a produzir o Curso Arduino, das primeiras dúvidas dos alunos, até hoje em dia, sempre foram sobre eletricidade.

As crianças atualmente "nascem sabendo" eletrônica. Meu filho de 1 ano e 4 meses já sabe qual botão do controle remoto que liga a TV! Já sabe mexer no smartphone!

Mas eu tenho que afastar ele toda vez das tomadas. Ele não entende porque não pode mexer na tomada!

Como explicar para seu filho que o smartphone com toda aquela luz não machuca, mas que 2 furinhos na parede são perigosíssimos!?

Como explicar isso para uma criança? Uma tomada não acende quando você chega perto. Ela não tem senha ou figura de desbloqueio.

Nada! Energia elétrica é tratada no mundo como se fosse um cano aberto!

Quem já teve um cano estourado dentro de casa sabe a molhadeira que acontece!

Com a tomada é a mesma coisa! É um cano aberto capaz de eletrocutar um adulto!

Mesmo assim, muitos adultos formados e doutorados não sabem o que é a energia elétrica!

As escolas durante anos ensinaram a história religiosa e política do Brasil, e do mundo, mas ninguém contou a história da eletricidade!

Não existe um curso regular sobre elétrica/eletrônica na formação de um aluno do ensino médio. Existem escolas particulares que inserem essas matérias por conta própria em seus currículos, mas eletrônica nunca fez parte das matérias básicas, vejamos:

  • Português
  • Matemática
  • Ciências
  • Biologia
  • Educação Moral e Cívica
  • Religião
  • Inglês
  • Física
  • Química
  • Álgebra
  • Educação Física 
  • História
 Cadê a bendita eletrônica? Estou tentando lembrar mais matérias do ensino básico, mas não consigo nem chegar perto da eletrônica!

Quem estudou na escola dos anos 1990 hoje em dia sabe coisas como:
  • Quem era Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares;
  • Fórmula de Báskara;
  • Fazer uma garrafa de leite (de vidro!) engolir um ovo cozido;
  • Aprendemos que mitocôndrias são responsáveis pela respiração celular;
  • Que quando bate um trem em outro a 60Km/h faz um belo estrago...
São esses tipos de coisas que aprendemos na escola e depois nunca mais usamos na vida!

Quantas vezes tivemos que copiar ditado no caderno só pra treinar a caligrafia?

Agora vem a pergunta que não quer calar!!! Algum aluno do ensino básico aprende o que é um trifásico? Ele sai da escola sabendo que não pode chegar perto da rede de alta tensão?

Nossos alunos sabem o que é alta tensão? E sabem a diferença entre corrente contínua e corrente alternada?

Eu lá quero saber onde ficava Quilombo dos Palmares! Nossas crianças querem aprender quem foi Nicola Tesla, Edison, Graham Bell!!!

Quem são esses? Ensinam na escola?

E o Professor Beda? Aparece nos livros de história da eletrônica como pioneiro em eletrônica? E que ele era autodidata? Nunca frequentou uma faculdade e aprendeu tudo sozinho, apenas lendo livros e revistas importadas!?

E ele aprendeu inglês sozinho também!

Eu sei que nem todos conseguem/querem ser assim, mas o básico sobre eletricidade e eletrônica deveria ser incluído no currículo do ensino básico.

Eu estou com medo de começar um Curso Arduino sobre eletrônica, pois minha audiência não está pronta para o que vou mostrar.

Eu tenho um vídeo em que eu acendo uma lâmpada segurando um fio com uma mão e a lâmpada com a outra e os pés na terra e a lâmpada acende!

Se eu mostrar esse vídeo no Youtube serei processado em segundos! E várias crianças, sem conhecer sobre eletricidade vão se machucar, tentando fazer igual. Vários pais vão fazer de tudo para eu retirar o vídeo do ar.

Criança é assim! Mostre a ela um urso de pelúcia e ela estará desinteressada em minutos. Mas faça o urso explodir e a criança lembrará desse urso a vida toda!

Alan Turin já dizia: pra que fazer uma máquina que imite o cérebro do humano adulto? Vamos criar uma máquina que simule o cérebro de uma criança!


E viva as crianças e sua curiosidade nata!

Abraços,
Renato

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Deseducação Brasil - A Desinformação do Século XXI

Bom dia!

Ontem li uma reportagem que relatava o saudosismo da caligrafia.

Aquele blá-blá-blá da Veja dizendo que nossos alunos não escrevem mais a mão que que não teremos mais obras literárias como as de antigamente e blá-blá-blá.

Sim! Isso mesmo! Nossos dinossáuricos acadêmicos estão tristinhos porque não escrevemos mais à mão!

Quando será que essa geração que fica trancada em seus escritórios de mogno cheirando mofo vão entender que a geração deles passou?

Quando os novos educadores vão entender que as crianças deste século não querem mais aprender tabuada nem caligrafia?

Os livros e obras literárias são coisas do passado e novas obras de outras formas hão de surgir. Novas expressões artísticas que não cabem na cabeça retrógrada dos nossos educadores cadetráticos.

A nossas crianças descobrirão universos que nossos pais e avós apenas imaginavam em seus livros.

Assim como a época das pinturas nas cavernas passou, obras literárias escritas a mão haverão de dar espaço para outras formas de expressão.

Conformem-se acadêmicos! Nós veremos mais satélites e robôs daqui pra frente!

Veremos textos a mão apenas onde eles são realmente importantes! Nas cartas de amor e ponto final!

Abraços,
Renato

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Carta Aberta ao Ministro de Tecnologia - Parte 3

Boa noite Ministro Aldo Rebelo!

É tarde, eu sei, já passam das 22 horas, mas eu terminei meu trabalho hoje e resolvi relatar Vossa Senhoria mais uma situação curiosa, daquelas que só existem no Brasil!

Vejamos, onde estávamos mesmo? Ah! Sim!

Abertura do Mercado de Chips no Brasil!

Vamos entender nesse post porque é tão importante regular e, em alguns casos, abrir mesmo o mercado de chips.

Não precisamos abrir o mercado inteiro. Somente os microchips de 8 bits e acessórios, voltados para área Educacional, Artistas, Músicos e Robótica, já estava de bom tamanho!

Muitas pessoas ainda nem sabem que é possível comprar e programar um microchip de 8 bits, sem sequer sair de casa!

Tudo bem, as aulas do Curso Arduino muitos já conhecem, mas ter acesso ao produto, fazer testes por conta própria, comprar LEDs, resistores, capacitores, isso é muito complicado para o iniciante!

Muita gente se encontra atualmente nessa situação! Descobriu o mundo dos microcontroladores de 8 bits pelo Arduino e hoje enfrenta problemas da eletrônica dos anos 1980!

Quem diria! Em pleno Século XXI as pessoas precisariam ainda soldar peças umas nas outras? Que coisa mais medieval!

Hoje em dia vem tudo pronto! Tudo soldado em pequenos módulos, que ligamos com fiozinhos, chamados jumpers. Nós divertimos novamente como crianças, montando quebra-cabeças luminosos, piscantes; motorizados!



Parece bobagem, mas esses "brinquedos" são importantes para formar, desde pequenos, nossos futuros engenheiros!

Atualmente temos excelentes jogadores de futebol, times, clubes e tudo mais, pois o primeiro brinquedo que uma criança ganha no Brasil é uma bola!

Não tem como ao crescer ele não ser um craque de bola! É treinando desde pequeno que ficamos bons em alguma coisa!

Não digo que tiremos a bola de nossos filhos! Não é isso!

Apenas "facilitar" o acesso deles a jogos eletrônicos (de novo, não estou falando de ficar "pendurado" na internet), desafios educativos, como os kits de Eletrônica e Química que tínhamos antigamente.

Isso precisa ser inserido na cultura brasileira de uma forma viral, barata, fácil, divertida, disputada! Só assim teremos concorrência tecnológica no futuro para concorrer nas corridas espaciais e coisas do tipo.

Vamos ao exemplo prático do post de hoje?

Hoje vamos falar do chip FT232RL da FTDi, uma fabricante do Reino Unido.

http://www.ftdichip.com/FTCorporate.htm

Vejamos então as opções de compra desse chip no Brasil:

http://www.ftdichip.com/SalesNetwork/SouthAmerica.htm

Ah! Mas para que serve esse chip? Bom, ele é muito importante na comunicação entre o Computador e os microcontroladores de 8 bits! Esse chip em especial converte USB em Serial TTL.

Mas repare na lista de representantes de venda no Brasil, temos só 3 opções! Só conheço (de "ouvir" falar) a Digikey:

http://www.digikey.com/

Agora vamos ver a quantidade de ofertas de produtos baseados nesse chip temos no Mercado Livre? Basta uma breve pesquisa pelos termos "FT232" ou "FTDi" ou ainda "Arduino FTDi".

http://lista.mercadolivre.com.br/arduino-ftdi_DisplayType_G

Impressionante a quantidade de ofertas né? E o mais interessante é que tem de todo preço! Varia de R$ 19,90 até R$ 35,00 até mais...

Eu mesmo fabrico e vendo no meu site um produto chamado Arduino FTDi Basic:
http://seriallink.com.br/web/index.php?r=produtos%2Fplacaarduinoftdibasic

Este produto é baseado nesse chip FT232RL e eu pratico um preço um pouco mais alto que o Mercado Livre. Só no chip eu pago R$ 19,90, sem falar do custo dos outros componentes e da fabricação e montagem da placa!

Repare que eu pago pelo chip FT232RL o valor de um dos módulos completos vendidos no Mercado Livre! Um absurdo!

Então, Vossa Excelência, para concluir, venho solicitar que seja aberto de vez esse mercado de chips no Brasil, haja visto que tal permissividade praticada no Mercado Livre significa já ser aberto há muito tempo! Prejudicando assim todos os comerciantes, industriais, alunos e instituições de bem!

Desse jeito está beneficiando apenas o mercado cinza brasileiro, que não paga impostos! E esse mercado não se extingue perseguindo ou caçando, mas esvaziando! Vamos abrir esse mercado para todos!

Folhetim de esquema técnico do chip FT232RL para quem tiver interesse em conhecer:

http://www.ftdichip.com/Support/Documents/DataSheets/ICs/DS_FT232R.pdf

Produtos que esse chip é utilizado, além do Arduino FTDi Basic, citado anteriormente:


E muitos outros!

Abraços,
Renato Aloi


quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Motor Solar

Boa noite!

Para fechar o dia, a prova que o Motor Solar já existe:

http://www.cimm.com.br/portal/noticia/exibir_noticia/9720-pesquisadores-desenvolvem-motor-movido-a-energia-solar

E também em vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=91xuicDPAjI

Esse ultimo é legal né?

Abraços,
Renato

Enquanto isso na África do Sul...

Bom dia!

Enquanto isso na África do Sul, que faz parte do BRICS, tem HackerSpace imprimindo chassis 3D para Satélites Autômatos.

Vide FanPage:
https://www.facebook.com/PESat1CubeSat

Ministro Aldo Rebelo, que tal liberar o imposto pelo menos dos painéis solares?

Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal e mais de 80% do país (estou falando do Brasil agora) faz Sol o ano inteiro!

Porque até hoje não existem Motores Solares? É o princípio mais básico que foi aproveitado nas máquinas a vapor.

Porque usamos Motores AC de 1/4 CV em 220V se poderíamos usar tambores com água, fervendo ao Sol, girando um êmbolo, um pistão?

Só utilizamos a Energia Elétrica do jeito que usamos atualmente, pois falhou usar a fonte de energia mais abundante no planeta: o Cérebro!

Vamos lutando por um país mais tecnológico de empresas brasileiras e não de Hyunday's e Samsungs da vida!

Usem a cabeça e não a tomada!

HackerSpace - Laboratório de fundo-de-quintal dos cientistas amadores pelo mundo, uma comunidade open-source que se ajuda, trocando informações, independentemente dos interesses ($$$) das grandes corporações.

BRICS - Grupo de países emergentes concorrendo por um lugar ao Sol, formados pelos paises que formam a sigla. Brasil, Rusia, India, China e Africa do Sul. Esqueci alguém?

Abraços
Renato


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Guerra dos Clones Parte 3 - A Vingança dos BOT's Chineses



Não é de hoje que fóruns do mundo todo sofrem com ataques de propagandas automatizadas, conhecidas por Spammers.

Na verdade o termo Spammer caracteriza o indivíduo que pratica o ato de publicar propagandas não autorizadas em sistes pelo mundo todo.

É uma forma de propaganda em massa, mais ou menos, como a panfletagem que o comércio local faz, colocando folhetos não autorizados na sua caixa de correio.

No caso dos panfletos de pizzaria até são interessantes, mas de resto, apenas ficam sujando a garagem; senão o cachorro destroça todos eles antes de você poder lê-los.

Isso existe também nos fóruns, inclusive no do Curso Arduino, veja o aviso que tive que publicar na época:


Quem já se cadastrou no fórum sabe que é preciso digitar um número para poder garantir que você é humano.

Isso mesmo! Eu preciso garantir que você é humano! E não um robô, criado para panfletar propagandas diversas no meu fórum, sem autorização e ainda sem que eu ganhe nada com isso!

Na época pensávamos se tratar de desocupados que não tinham o que fazer, mas atualmente é sabido que são BOT's chineses, produtos que alavancam as vendas de forma agressiva.

Pra quem já recebeu e-mail de fornecedores chineses sabe que eles usam fotos de garotas bonitas e nomes americanizados “para atrair clientes”.

Essas mesmas empresas muitas vezes fazem uso desses robôs (BOT's) para “atrairem mais e mais clientes”, invadindo e infectando fóruns de discussão.

Normalmente eles escolhem uma plataforma Open-Source que todo mundo usa, como é o caso do phpBB, um sistema completo de fórum, pronto e gratuito.



Basta pesquisar no Google por “phpbb stop forum spam” para ter uma ideia do quão grande é esse mercado atingido por esses BOT's.

Maioria dos sites baniram cadastros de usuários com e-mails do gmail, hotmail etc, por serem os mais utilizados pelos Spammers.

É uma batalha a mais a ser vencida na guerra contra cópias de logotipos de empresas registradas, como acontece com o Arduino.

E a luta continua! Que a força esteja conosco!

Renato Aloi