sexta-feira, 11 de julho de 2014

Revolução Industrial no Brasil

Pessoal,

Este é um assunto muito utópico para um blog de tecnologia, Arduino, Android etc? Estamos tão distantes assim dessa realidade que você já está considerando se vale o tempo de ler esse post?

Eu sei que temos certa adoração por produtos importados. Faz parte de sermos ainda um Brasil Colônia, não mais presos aos grilhões da Coroa, mas ainda sim presos ao capitalismo voraz, o consumismo e modismo.

Os produtos Italianos sempre são mais atraentes do que os produtos Brasileiros ou Chineses. Por que será? Será que não está na hora de parar de ser tão baba-ovo de produtos gringos e começar a ditarmos as regras do mercado?

Será que não está na hora de sermos tão eficientes quanto eles na hora de produzir e brigar pelo mercado de um produto? Será que se eu chegar com um produto brasileiro, vou ter facilidade de entrar no mercado europeu? Se tiver uma equipe alemã fazendo a mesma coisa, quem vai ser a escolha do cliente europeu?

Falta ao brasileiro, principalmente o empresário, engenheiro, ou seja, falta aos tomadores de decisão, um pouco mais de "bairrismo". Precisamos ter mais apreço pelo que é feito em solo tupiniquim!

O Governo sabe disso, por isso cria uma reserva de mercado, taxando os produtos importados com valores altíssimos, tipo 60 a 90%! Mas o brasileiro se importa? Não! Não mesmo! Ele paga o valor absurdo e ainda se gaba que pagou mais caro, pois é "IMPORTADO"!

Nós temos tecnologia para fazer tudo aqui, em casa! Nós podemos até abrir empresas na China e fornecer para o Brasil, como se fosse importado! Na verdade já tem gente fazendo isso, e os incautos brasileiros acham que estão comprando de empresas chinesas, mas na verdade os donos são brasileiros!

Sei que ainda estamos longe de alcançar uma massa sofrida, sem educação, sem saneamento básico, sem acesso a cultura etc... Mas não precisamos movimentar a massa. Basta movimentar os tomadores de decisão que a massa vai junto.

Precisamos de heróis de verdade. Aqueles heróis que jogam mesmo com a coluna quebrada! E que morrem pelo seu país, que ficam paraplégicos só pra ver seu povo feliz. Onde estão esses brasileiros?

Um dos alemães que fez alguns dos 7 gols que tomamos no jogo da Copa, estava jogando com 40 graus de febre! Isso sim é dar sangue pelo país! Que inveja!

Vou parar por aqui pois esse assunto de ser brasileiro, me cansa, me deprime e me sufoca.

Abraços,
Um brasileiro cansado e que tomou 7 gols da alemanha.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Especial Sobre Android - Material Adicional da Parte 1

Pessoal,

Bom dia! Após lançar o Especial Android no Curso Arduino Express, a equipe de desenvolvimento resolveu lançar uma nova versão do ADT Bundle, o que bagunçou minha aula.

Eu fui estudar as mudanças e descobri que a documentação do Android, nessa área, é bem falha! Mas primeiro vamos ver as principais mudanças, para quem chegou agora, possa baixar a versão nova do ADT Bundle e conseguir fazer a aula.

Para registrar aqui, a aula em questão é essa:

Curso Arduino Express Aula 13 - Especial Android Parte 1 (seriallink.com.br)

O que mudou? Bom, são 3 principais mudanças que precisaremos contornar, vamos listá-las:
  • Página de Download Mudou
  • Perspectiva Mudou de Lugar 
  • Instalação do SDK Manualmente

Página de Download Mudou


A página de download do ADT Bundle mudou um pouco de visual, mas conta com o mesmo botão azul, grande, para baixar o pacote. O que mudou nessa parte, que talvez confunda um pouco é que o nome do programa mudou para Eclipse ADT Bundle.

O tamanho dos arquivos para download também diminuíram, pois agora não vem mais junto no pacote o SDK da API 19. Na verdade, agora não vem nenhum SDK, vamos ver isso na instalação manual.

Perspectiva Mudou de Lugar


Essa foi a mudança que pegou mais gente desprevenida. O Eclipse, que é o ambiente onde o plugin do Android funciona, opera por "perspectivas", que alteram as ferramentas periféricas, atuando sobre menus e barras de ferramentas, além de janelas de console etc.

Para conseguir seguir as opções mostradas na aula, você precisará alterar para a perspectiva chamada Java, clicando no botão de perspectivas. Vou mostrar isso na Parte 1.1 da aula.

Alterando a perspectiva para Java, aparecem todos os menus e botões do Android, inclusive o SDK Manager, sob o menu Window.

Instalação do SDK Manualmente


Neste novo pacote do ADT Bundle, o SDK da API 19, que utilizamos na aula não veio junto no download. Precisamos baixar pelo SDK Manager. Basta selecionar o SDK e a Toolchain, conforme explicado na aula. 

Conclusão


Conforme foi falado na aula, a plataforma do Android ainda está maturando e teremos muitos episódios como esse no futuro. Basta verificar alguns links para entendermos a quantidade de atualizações que estão sendo feitas na plataforma.

Vejamos, por exemplo, o histórico de lançamentos do ADT Plugin, conforme segue:


Repare que só em 2014 já tivemos 6 lançamentos de revisões! Seis! Só em Março tivemos 3 lançamentos de versões!

O mais estranho é que nessa ultima atualização, a versão 23.0.2 (Julho 2014), uma das promessas é abrir o ambiente Java por padrão, sem precisar ativar ele, como foi mostrado na aula. Lembra que criamos um projeto e nada mudou? Precisamos clicar no botão da Perspectiva Java? Pois é, perceberam que uma das promessas era resolver isso e acho que piorou! Agora sumiram os menus! Ou seja, agora se não ativar a perspectiva, não dá nem pra acessar os menus... 

E se verificarmos as modificações do SDK Tools 23.0.2, não vemos nada de significativo...


Adicionados alguns arquivos que estavam faltando (Proguard) e o renomeamento de uma ferramenta do Lint. Era melhor eles não terem atualizado nada! Que bagunça!

Ah, sim! Falta dizer agora que a versão da API 19 que citei como mais atual, na aula, na verdade já não é mais e temos agora a API20 e o Android L, que estou estudando...

Outro problema sério que achei na comunidade de desenvolvimento Android, é a questão dos Issues. Vcs já viram esses Issues? É impossível achar alguma coisa lá! Verifiquem no link:


Este é o lugar para reportar problemas no desenvolvimento ou utilização do Android. Mas olhem a bagunça que é! Não existe como navegar nos Issues e fica difícil contribuir ou encontrar alguém que se interesse em contribuir com a plataforma, de forma séria, lógico...

Bom, vamos avançando. Estou lançando a Parte 1.1 agora, mostrando as modificações que precisamos fazer para continuar de onde paramos, na Parte 1.

Abraços, 
Renato


domingo, 15 de junho de 2014

Futuro da Internet... Android?

O que são sistemas operacionais? Porque o Android faz tanto sucesso?

Agora o Google lançou o Android... Peraí! Não é mais um indivíduo criando seu sonho de consumo, lutando contra tudo e todos para lançar sua plataforma! Não mais! Agora as grandes corporações vão ditar como vamos utilizar nossos computadores e celulares! Fique ligado!

Vocês já tentaram usar o Android (ou mesmo um Windows atual, como o 7 ou 8), sem acesso a Internet? Experimenta! Você não consegue extrair nada do aparelho! Você não consegue jogar pois tem que fazer download... Você não consegue ler as notícias, pois depende do download... Você não consegue assistir um vídeo gravado na camera do próprio aparelho, pois a fabricante decidiu que antes de usar a galeria de imagens você precisaria acessar um servidor e verificar se não há atualizações... Bom, você NÃO vai conseguir acessar o programa antes de ligar o Android na Internet!

Perceberam que as grandes corporações estão criando mecanismos discretos que nos fazem pagar R$ 800,00 (por mês!!!) para ter uma internet de alta velocidade e mais R$ 400,00 (por mês!!!) para ter um 3G, 4G (5G, sei la), além de mais de R$ 2 mil em um aparelho de ultima geração que rode toda essa parafernália!

Aí vem um bando de garotos desocupados, revoltadinhos, chamados de Anonimos (que criatividade!), reclamando que a Internet é deles e eles ficam fazendo ataques, querendo demonstrar poder... Inocentes! Sabem de nada!

Poder mesmo está nas mãos da Embratel!

Existem países que a Internet é controlada! CONTROLADA eu disse! Ah, você pensa: Mas isso é fácil de hackear, de conseguir burlar... Sim, mas 98% da população mundial não sabe como fazer isso... Me diga se não é uma forma de controle eficiente!?

Nós brasileiros, americanos e europeus pensamos: Ah, mas isso é uma realidade diferente, que não se aplica a nossa... Sim, mas existe uma brecha enorme para que isso aconteça, não? Seria paranóia demais minha pensar que um ataque coordenado a uma central de comunicações como a Embratel não deixaria mais de 80% do Brasil sem comunicações?

E uma falha na energia elétrica? Seu celular consegue fazer ligações se as antenas estiverem sem energia elétrica? Quanto tempo as antenas repetidoras de celular conseguem operar durante um apagão?

Você já pensou como ficaria seu mundinho (esse celular que você não tira os olhos, nem pra atravessar a rua), sem Internet? Já imaginou ter que tirar os olhos do celular e olhar na cara das pessoas, todas sem Internet? Todas as pessoas teriam que se olhar nos olhos para se comunicar! Que absurdo!

Se você não pensou, pense! Como ficaria seu dia-a-dia se na Embratel queimar um Relê que eles não tenham reposição imediata? Isso acontece toda hora quando um trator arranca um cabo de fibra óptica do chão... No outro escritório eu ficava sem Internet, pois a noite passavam os caminhões (aqui em SP os caminhões só podem rodar a noite) e arrancavam o cabo do poste! Pode? Minha empresa só funcionava no dia que passavam caminhões baixos, na rua... Quando passavam caminhões altos...

Pense nisso! Você gosta de depender do governo e de corporações que só visam lucro, para acessar a Internet? Não está na hora de criarmos nossa própria Internet?

E sistema operacional? Não está na hora de construirmos o nosso? Talvez uma MOD do Android, igual Linux em comparação ao UNIX. Está faltando isso no Android, ou seja, falta um Lindroid. Está faltando alguém dissecar o Android (que deve ter sido construído em cima de um Linux enxuto) e montar MOD's independentes para criarmos um mercado OEM!

Abraços, Renato